Categoria: ‘Sobre MapasMentais’

Como usar mapas mentais

Dica de como usar os mapas mentais: cole-os na porta ou na parede.
Prefira lugares pelos quais passa com frequência. Se usar mapas digitais, que pode ser reimpressos, pode colar no boxe do banheiro também.
Se você usa revisão em ciclos, depois pode colocá-los em uma pasta para revisão semanal.
Use fita crepe em vez de durex para não danificar a área quando retirá-los.

 

Mapas mentais pregados na porta com fita crepe

Mapas mentais pregados na porta com fita crepe

 


Twitter-icon Siga-nos no twitter, novidades e promoções exclusivas: @mapasequestoes
logo-ico-mini Cadastre-se no site www.mapasequestoes.com.br e ganhe um ebook de mapas mentais de Direito Constitucional - Artigo 5º - Direitos Fundamentais

[Email] Quanto tempo para fazer um mapa mental

Respondendo um email enviado pela Renata que me perguntou quanto tempo eu levava para um mapa mental.

Olá Terezinha, td bem? Espero q sim.
Bom, primeiro te parabenizo pelos mapas mentais q sao excelentes e mto bem feitos, adquiri vários de direito algum tempo atrás e gostei bastante. Mas como preciso estudar outras matérias como por exemplo, direito eleitoral, resolvi baixar o mindmanager na versao teste pra tentar fazer alguns mapas, até q sai mas demoro demais, parece q daí o estudo nao rende e dá um desespero. Então antes de adquirir a licença, gostaria se vc pudesse q compartilhasse sua experiencia de quanto tempo leva em média para confeccionar um MM?
Te pergunto, até pq o Felipe Lima diz q a elaboração tem q ser rápida quando feitos na mão.
obrigada Tere
abcos, renata.

ampulheta mesa

Renata,

O tempo que é levo em mapa é muito variável. Depende muito do meu entendimento do assunto e do material que eu tiver.
Ou seja, quando o material é objetivo, esquematizado, facilita muito a produção do mapa.

Hoje, com a prática que tenho no MindManager, para um mapa que reflita uma página de uma lei, que inclua todos os pontos, eu demoro de 1 a 2 horas. Incluindo decorar (colorir e descatar fontes) e ilustrar.

Lembrando que eu demoro muuuuito tempo buscando e organizando imagens.

Eu já fiz muitos mapas no papel. Mas comecei a fazer com software principalmente para usá-lo como gerenciador de conhecimento. Quando começo a estudar um assunto, começo a fazer um mapa, bem superfecial, as vezes só com o índice do livro ou pontos do edital. À medida que vou estudando, com completando as informações no galho. Se assunto cresce demais, vira um novo mapa e assim vai.

Você pode voltar várias vezes. Cada vez que fizer exercícios e mapa não responder a questão, hora de copletar. Se informação estava lá, mais você não lembrava, então é hora de decorar, colocar imagem, mnemônico, etc.
Quanto mais você estuda um assunto e faz exercícios, sempre complementando o mapa, seus mapas vão ficando cada mais “apurados”.

Os mapas mentais da Lei 8.112 (Estatuto do Servidor Público) que estão diponíveis no site, comecei a fazer em 2001, ainda no papel. Sempre que volto a estudar o assunto, sempre ainda acho o que acrescentar.

Então, concordando com o Felipe Lima, primeiro mapa pode ser rápido. E você pode acrescentando mais informações ao longo do estudo, de acordo com a necessidade e as questões que for resolvendo.


Twitter-icon Siga-nos no twitter, novidades e promoções exclusivas: @mapasequestoes
logo-ico-mini Cadastre-se no site www.mapasequestoes.com.br e ganhe um ebook de mapas mentais de Direito Constitucional - Artigo 5º - Direitos Fundamentais

Os mapas mentais de Tony Buzan

Mapa Mental sobre o próprio Tony Buzan. Fonte: http://www.thinkbuzan.com/us/tonybuzan

Mapa Mental sobre o próprio Tony Buzan. Fonte: http://www.thinkbuzan.com/us/tonybuzan

A ideia de mapas mentais é comum no inconsciente coletivo. Sempre que mostro meus mapas a pessoas que não os conheciam como “técnica’, muitas comentam: “Ah, mas já fazia isso”.

Realmente eu percebo que muita gente tem uma forma de esquematizar assuntos estudados, ou simplesmente que deseja-se lembrar.

Daí quando vejo em alguns artigos que o britânico Tony Buzan criou acho um pouco de exagero.

Gosto mais da ideia que ele formalizou o conceito, dando o um nome e relacionando as melhore práticas. A partir dele começamos a chamar isso que muito gente já fazia intuitivamente de “Mapas Mentais”.

Acredito que o maior mérito do Tony Buzan foi a grande divulgação feita por ele que contribuiu para popularização da técnica. Ele chegou a ter seus programas de televisão, incluindo as séries Use Your Head, na BBC e In Search of Genius, na BBC2, nos quais estimulava o uso de Mindmaps pelas crianças.

Foram definidas até as 7 leis de Tony Buzan para criar mapas mentais:

  1. Começe no centro de um papel
  2. Use uma imagem central que designe a ideia principal
  3. Utilize-se de cores
  4. Conecte Ramos primários, secundários, tercerários e quantos forem necessários
  5. Deixe os ramos curvelineos para dar um aspecto de árvore a eles.
  6. Use images, nossa mente lida melhor com elas.
  7. Use palavras chaves

Como boas regras, podem ser quebradas de vez em quando, mas isso fica para outro post.

E você? Acha que Tony Buzan CRIOU os mapa mentais? Comente aí?!


Twitter-icon Siga-nos no twitter, novidades e promoções exclusivas: @mapasequestoes
logo-ico-mini Cadastre-se no site www.mapasequestoes.com.br e ganhe um ebook de mapas mentais de Direito Constitucional - Artigo 5º - Direitos Fundamentais